O Botafogo informa que Cláudio Caçapa, que exerce a função de auxiliar-técnico no Olympique Lyonnais (Lyon) desde 2015, será o técnico interino do Botafogo até a chegada do novo treinador. O profissional, que trabalhou com Marçal e Rafael na França, se apresentará neste sábado (1) para as atividades neste período. Lucio Flavio, técnico da equipe Sub-23, ira auxiliá-lo no comando da equipe, tendo inclusive participado do treino desta sexta. A vinda de Caçapa é fruto da parceria colaborativa multiclubes da Eagle Football Holdings, liderada por John Textor. Como se sabe, o Botafogo está no mercado para fechar com um novo treinador de forma definitiva. 

Claudio Capaça – Lyon ⏐ Divulgação

“O Caçapa foi um grande jogador, por onde passou ganhou muitos títulos e se tornou um auxiliar de grande qualidade. Tive o prazer de trabalhar com ele por três anos, é um estudioso, tem um perfil agregador e conseguiu trazer muito da mentalidade vencedora que conquistou na carreira como atleta para o trabalho de auxiliar. Sempre valorizo bons profissionais que tive o prazer de trabalhar junto e o Cláudio certamente é um deles. Vai nos ajudar”, destacou Marçal.

“Tive a oportunidade de trabalhar com o Cláudio na França. É um profissional com passagem pela seleção de base e desenvolve um trabalho de longo prazo no Lyon. Esteve na semifinal da Europa League como auxiliar e nos ajudou bastante. É um cara íntegro, com perfil vencedor e que certamente é um nome consistente para agregar ao Botafogo”, destacou o lateral-direito Rafael.

CONTINUA APÓS PUBLICIDADE

Natural de Lavras, Minas Gerais, o ex-zagueiro Caçapa (47) iniciou sua carreira como atleta no Atlético Mineiro em 1997, clube que atuou até 2001, conquistando dois Mineiros (1999/2000) e a Taça Conmebol (1997), além do vice-Campeonato Brasileiro (1999). 

Caçapa defendeu o Lyon nos gramados entre 2001 e 2007, conquistando seis campeonatos nacionais, cinco Supercopas da França e uma Copa da Liga Francesa. Retornou ao clube na função de auxiliar em 2016 para integrar a comissão técnica do treinador Bruno Genesio. O profissional foi um pedido do técnico para agregar experiência ao plantel, principalmente aos defensores da equipe. Durante o período na França tirou as licenças B, A e Pró na UEFA.

A população deve continuar em alerta quando se trata das arboviroses, principalmente pela ocorrência de chuvas em todo o Estado. Em virtude deste período, a Secretaria de Estado da Saúde (SES) reforça o alerta à população para os cuidados preventivos de combate ao mosquito Aedes Aegypti.  

Conforme o último Levantamento Rápido de Índice para Aedes Aegypti (LIRAa), realizado em junho, sete municípios sergipanos apresentam índice elevado de infestação pelo mosquito Aedes aegypti. O estudo, que tem o objetivo de medir a presença do vetor nas localidades pesquisadas, mostra também que 52 municípios estão em situação de média infestação e outros 16 com baixo risco. 

Divulgação

O índice satisfatório do levantamento vai de 0 a 0,9; o de média infestação de 1,0 a 3,9 e o de alto risco acima de 4,0.  Os municípios com alto índice de infestação são: Barra dos Coqueiros (5,8); Cumbe (6,9); Itabaiana (5,6); Itaporanga D’Ajuda (4,1); Nossa Senhora da Glória (4,4); Salgado (5,7) e Simão Dias (6,0).  

De acordo com o diretor de Vigilância em Saúde da SES, Marco Aurélio Góes, a Secretaria tem discutido o controle vetorial nos municípios sergipanos. “Temos intensificado as ações com a avaliação não só dos índices de infestação, mas também da notificação de casos. É muito importante que os municípios se preocupem com isso e o setor público e privado também notifiquem os casos. Apenas assim conseguiremos identificar qual vírus está circulando no estado e, com isso, fazer orientações mais específicas para cada local”, salientou Marco.  

CONTINUA APÓS PUBLICIDADE

Quanto ao número de casos, referente a janeiro e a primeira semana do mês de junho, foram registrados 1.154 casos de Dengue, 764 de Chikungunya e 107 de Zika, número considerado alto, comparado aos dados de 2022 quando foram confirmados 1.649 casos de Dengue, 1.780 de Chikungunya e 51 de Zika.  

Vacina contra a Dengue 

Em março deste ano, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou o registro da vacina contra a dengue, denominada Qdenga, de um laboratório japonês. Marco Aurélio Góes explicou que a vacina será introduzida apenas na rede privada.  

“Inicialmente, ela vai ser implementada nas clínicas privadas de vacinação. A introdução no Sistema Único de Saúde (SUS) depende da avaliação do Ministério da Saúde sobre o impacto da vacina nos casos e nos óbitos por dengue”, destacou.  

Sintomas

Os sintomas envolvendo Dengue, Zika e Chikungunya são comuns entre si, como febre e dor de cabeça. Mas, caso apresente outros sintomas mais específicos, a pessoa deve procurar uma Unidade Básica de Saúde (UBS) mais próxima de sua residência. 

Neste sábado, 1/7, o jogador Soteldo foi afastado dos treinamentos.

Soteldo – Santos ⏐ Divulgação

Em nota oficial, o Santos se pronunciou:

Em decisão conjunta da diretoria e da comissão técnica, o atacante Soteldo passará a treinar em separado do grupo principal. O jogador foi notificado neste sábado (1º) e nem viaja com o elenco para o jogo diante do Cuiabá.

Soteldo aniversariou ontem, se atrasou, e foi embora do clube na manhã de hoje, assim que tomou conhecimento do afastamento.

Recentemente, o jogador teve seus direitos comprados pelo Santos ao futebol venezuelano.

SANTOS

VÍDEO ⏐ Soteldo não joga mais pelo Santos:

Diário do Peixe
Arthuro Paganini ⏐ ASN

O governador Fábio Mitidieri (PSD) vai anunciar neste sábado a Vila do Forró no Arraiá do Povo por mais 30 dias.

O anúncio será feito no palco do evento pelo próprio governador.

A programação, a partir de então, será apenas com artistas da terra.

Com pré-contrato assinado em 9 de janeiro, o goleiro Agustín Rossi foi anunciado oficialmente pelo Flamengo como jogador do clube, onde ficará – segundo o novo contrato – com o vínculo válido por quatro anos e meio.

Reprodução

Em 2022, no Boca Juniors, Rossi foi eleito o melhor jogador do futebol argentino.

Foi campeão nacional pela terceira vez.

Leia nota do Flamengo:

Novo paredão na área! O Flamengo anunciou na manhã deste sábado (1) a contratação do goleiro Agustín Rossi, de 27 anos. O argentino assinou contrato até dezembro de 2027 com o Rubro-Negro e já conheceu as dependências do CT George Helal. Ele chega para as disputas do Campeonato Brasileiro, Copa do Brasil e Libertadores.

CONTINUA APÓS PUBLICIDADE

Rossi foi formado nas categorias de base do Chacarita Juniors, da Argentina, e passou por Estudiantes e Defensa y Justicia antes de se transferir para o Boca Juniors, em 2017. Dois anos mais tarde, o goleiro foi emprestado ao Antofagasta, do Chile, e ao também argentino Lanús. Ele retornou ao Boca em 2020, quando conseguiu ter sequência como titular.

Em 2022, foi eleito o melhor jogador do futebol argentino e conquistou o título nacional pela terceira vez. No início de 2023, optou por não renovar com o clube de La Bombonera e acabou sendo emprestado ao Al Nassr, da Arábia Saudita, antes de se apresentar ao Mais Querido.

Reprodução

Ficha técnica

Nome: Agustín Rossi
Data de nascimento: 21/08/1995 (27 anos)
Natural de: Buenos Aires, Argentina
Altura: 1,95 m
Clubes anteriores: Chacarita (2013-14), Estudiantes (2015), Defensa y Justicia (2016), Boca Juniors (2017-22), Antofagasta (2019 emp.), Lanús (2020 emp.) e Al Nassr (emp.).

Ouça

A Mega-Sena sorteia neste sábado (1º) um prêmio estimado em R$ 43 milhões. As seis dezenas do concurso serão sorteadas, a partir das 20h (horário de Brasília), no Espaço Loterias Caixa, localizado no Terminal Rodoviário Tietê, na cidade de São Paulo.

Marcello Casal Jr/Agência Brasil

A aposta mínima para a Mega-Sena custa R$ 5 (após reajuste no dia 30 de abril) e pode ser realizada também pela internet, até as 19h. A Mega fez três sorteios nesta semana: terça (27), quinta (29) e sábado (1º).

As apostas podem ser feitas até as 19h (horário de Brasília), nas casas lotéricas credenciadas pela Caixa, em todo o país ou pela internet. A aposta simples, com seis dezenas marcadas, custa R$ 5.

Apesar de o período dos festejos juninos estar chegando ao fim, ainda há atrações de shows programadas para este final de semana. Corre que ainda tem muita diversão nesta reta final!

Erick O’Hara ⏐ ASN

Aracaju

1º de julho

Arraiá do Povo – Orla da Atalaia

19: Skama de Peixe

21h: Santana O Cantador

23h: Samyra Show

01h: Fabiano Guimarães

Nossa Senhora do Socorro

1º de julho – João Alves

Palco Principal

Kevi Jonny

Felipe Amorim

Silvano Sales

Cintura Fina

Limão com Mel

Forró Siri 2023

Palco da Diversidade Cultural

Xuxa e Samba

Nara Pressão

Chico Queiroga e Antônio Rogério

Maxwell Silva

Cana com Limão

Banda Prime

Palco Vila Cultural

Capitão do Forró

La Lambada

Forró Sorriso de Prata

Maykiss Ferreira

Leo e Lenilson

Prefeitura de Estância

Estância

2 de julho – Local: Sindisa – Horário: 13h

Fábio de Estância

Lagarto

2 de julho – Povoado Colônia 13

Casamento do Matuto do Povoado

CONTINUA APÓS PUBLICIDADE

Capela

1º de julho – 20h, Praça Dário do Acordeon

Danielzinho O Kaceteiro do Forró

Samyra Show

Elba Ramalho

Erick Land

Felipe Amorim

2 de julho

8h – Busca do Mastro – sede da prefeitura

Arrastão com Bell Marques

Assessoria

Areia Branca

2 de julho

Bafafa (percorrendo as principais ruas da cidade)

Danielzinho o Kaceteiro

Alma Gêmea

Piseiro do Cidão

Ouça

Três dias após garantir a classificação às oitavas de final da Copa Libertadores, o Flamengo volta ao Maracanã na noite deste sábado (1º) para encarar o Fortaleza pela 13ª rodada da Série A do Campeonato Brasileiro. Terceiro colocado, com 22 pontos, o Rubro-Negro carioca quer garantir mais três para subir à vice-liderança.  Do outro lado do campo estará o Leão do Pici (8º), com 20 pontos, que também busca a vitória para se aproximar do G6 da tabela.

À beira do campo, comandando as equipes, estarão dois técnicos argentinos: Jorge Sampaoli, pelo Flamengo, e Juan Pablo Vojvoda, pelo Fortaleza. O duelo no Rio de Janeiro, a partir das 18h30 (horário de Brasília).

Reprodução

Na última quarta (28), o Rubro-Negro carioca deixou o gramado do Maracanã aplaudido, após aplicar 4 a 0 no Aucas (Equador), diante de quase 63 mil torcedores, resultado que garantiu a classificação do time carioca às oitavas de final da Copa Libertadores. Um dos destaques foi o atacante Bruno Henrique, que balançou a rede uma vez na primeira partida em que começou como titular, desde que voltou a jogar, após dez meses afastado devido a uma lesão no joelho direito.

 “O retorno [de Bruno Henrique] é importante, pois ele é uma referência no elenco e porque tem grande capacidade para criar oportunidades de gol. Aguardamos esse retorno e, devagar, ele está acontecendo. Estamos torcendo para ele alcançar a sua melhor versão”, disse o técnico argentino Jorge Sampaoli durante coletiva.

CONTINUA APÓS PUBLICIDADE

No Brasileirão, o Mais Querido subiu para a terceira posição na última rodada, ao derrotar o Santos por 3 a 2 fora de casa. Esta noite, no Maracanã, o time contará mais uma vez com casa cheia: a torcida esgotou os 60 mil no final da tarde de sexta (30).

O Fortaleza também chega com moral alto no confronto desta noite, após uma sequência de três vitórias consecutivas, a última delas na terça (28), por 2 a 1, sobre o Palestino (Chile), pela Copa Sul-Americana. Ao triunfar na última rodada da fase de grupos, o Leão do Pici – já classificado antecipadamente – garantiu a  liderança na chave H e vai decidir em casa o jogo da volta das oitavas. Já no Brasileirão, o Fortaleza bateu em casa o Atlético-MG (2 a 1) na rodada passada, e na retrasada superou o Cruzeiro (1 a 0) em Belo Horizonte.

Reprodução

Para a partida desta noite, o técnico Vojvoda não poderá contar com o zagueiro Titi – suspenso após levar o terceiro cartão amarelo -, nem com Pedro Rocha, Zanocelo e Fernando Miguel, que seguem em recuperação no departamento médico.

O ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ) Raul Araújo concedeu liminar para suspender os efeitos da decisão da Justiça de São Paulo que havia determinado a convolação (transformação de situação jurídica) da recuperação judicial da Livraria Cultura em falência. O relator levou em conta o princípio da preservação de empresa, que, segundo ele, tem “inegável e relevante função social e cultural, cuja quebra causa enorme prejuízo tanto à comunidade de credores como à coletividade em geral”.

A liminar garante efeito suspensivo ao recurso especial que vai discutir a questão no STJ, o qual ainda não foi admitido pelo Tribunal de Justiça de São Paulo (TJSP). O ministro entendeu que estão presentes a plausibilidade do direito invocado e o risco de dano irreparável ou de difícil reparação, decorrente de eventual demora na solução da causa, pois a reação do mercado a uma medida desse tipo é imediata.

Wilfredor⎥Wikimedia Commons

Para Raul Araújo, em relação ao faturamento da livraria e ao estágio em que se encontra a recuperação judicial, o montante da dívida que se alega não ter sido paga não parece substancial a ponto de inviabilizar a continuidade da atividade econômica.

O ministro destacou que o objetivo principal da recuperação é viabilizar a superação efetiva da situação de crise econômico-financeira enfrentada pelo devedor, mantendo a fonte produtora, o emprego dos trabalhadores e os interesses dos credores. “Embora o procedimento de recuperação judicial, sempre instável, conviva com o risco presente de convolação em falência, é de se priorizar sempre a preservação da empresa, possibilitando a superação da crise e incentivando a negociação, porque o objetivo da lei é que se propiciem medidas que viabilizem a reestruturação e o soerguimento da empresa”, disse.

Descumprimento de obrigações assumidas no plano de recuperação

Em 9 de fevereiro deste ano, a 2ª Vara de Falências e Recuperações Judiciais de São Paulo convolou a recuperação judicial em falência, por descumprimento do aditivo ao plano de recuperação. O juiz acolheu a manifestação da administradora judicial, que registrou pendências que somariam R$ 1.679.790,62, “sem perspectiva quanto à possibilidade de adimplemento do montante ou de soerguimento as sociedades em recuperação”.

O TJSP negou provimento ao recurso, confirmando a convolação da recuperação da Livraria Cultura em falência, por entender que foi reconhecido “o descumprimento generalizado do plano de recuperação judicial”, situação que se amoldaria ao previsto na Lei 11.101/2005.

CONTINUA APÓS PUBLICIDADE

A Livraria Cultura alegou, então, vício de fundamentação, pois a decisão não discriminou quais obrigações, especificamente, foram descumpridas durante o período fiscalizatório, tampouco em que momento essas obrigações teriam vencido, com o fim de esclarecer se seu vencimento se deu ao longo do biênio de fiscalização. A defesa da empresa afirmou que a falência não poderia ter sido decretada por hipóteses não previstas no artigo  73  da  Lei  11.101/2005, como entende que ocorreu.

Necessidade da discriminação das obrigações descumpridas

Ao analisar o pedido de tutela antecipada, Raul Araújo constatou que a decisão do TJSP se limitou a observar que o “descumprimento generalizado do plano” se amoldaria à Lei 11.101/2005, deixando de estabelecer, com clareza, quais hipóteses de descumprimento foram efetivamente compreendidas durante o período legal de fiscalização, única causa que ensejaria, como consequência, a convolação da recuperação judicial em falência.

O relator chamou atenção para a pouca significância do alegado inadimplemento (R$ 1.679.790,62), menor do que o faturamento mensal da empresa, para ensejar decreto de quebra, “o que, aparentemente, revela um contrassenso com a conclusão de inviabilidade econômica da atividade empresária de pessoa jurídica de tamanha relevância social como a Livraria Cultura”.

“Desse modo, convolada a recuperação judicial em falência, com o início da prática dos atos necessários para lacração do estabelecimento e arrecadação dos ativos, resta notório o risco ao resultado útil do processo, caso não seja conferido efeito suspensivo ao apelo especial”, concluiu o ministro.

➥ Esta notícia refere-se ao(s) processo(s): TutAntAnt25

Todos os votos foram computados no plenário virtual do STF.

Ministros decidiram que a União deve pagar, sem exceções.

Myke Sena ⏐ MS

Estados e municípios

Piso deve ser pago, desde que seja feito provisionamento de recursos, transferidos pela União. Se a União, ou seja, o governo federal não fizer isso o pagamento não será exigível por parte dos municípios e Estados.

Setor privado

Para as entidades privadas, não há consenso entre os ministros.

Valores do piso

R$ 4.750 para os profissionais de enfermagem; R$ 3.325 para os técnicos de enfermagem e R$ 2.375 para auxiliares e parteiras.

Isso, para os trabalhadores dos setores públicos e privados.