sambafoot

No início deste mês, uma notícia instigante agitou os torcedores do mengão em Sergipe: a possibilidade de o Flamengo jogar em Aracaju tomou conta das manchetes, destacando-se até mesmo no sambafoot. Contudo, um banho de água fria surgiu quando foi revelado que o mando de campo seria do Bangu, o time adversário.

Gilvan de Souza/Flamengo

Com essa reviravolta, o Bangu ganhou o direito de escolher o local para a disputa, deixando os torcedores ansiosos. Agora, a possibilidade inicial está de volta, com a perspectiva de Flamengo e Bangu disputarem o campeonato carioca na Arena Batistão, na capital sergipana.

O acordo entre a Federação Estadual do Rio de Janeiro e a Federação Sergipana de Futebol já foi selado, abrindo caminho para o jogo que pode ocorrer no dia 14 de fevereiro, coincidindo com a Quarta-feira de Cinzas, ou no dia 15. O vereador Fabiano Oliveira assume a responsabilidade pela logística do evento.

CONTINUA APÓS PUBLICIDADE

Veja o que disse o presidente do clube, Rodolfo Landim, após o jogo, em Manaus, no último dia 17:

“A gente tem 44 milhões de torcedores, mas só oito milhões no Rio de Janeiro. Os demais torcedores estão espalhados pelo Brasil. É muito importante que a gente leve o Flamengo para eles também. Esse é um trabalho que a gente vem fazendo com a Federação e esse ano estamos fazendo, pelo menos, quatro jogos do Flamengo em outras cidades. Começamos aqui por Manaus, vamos passar por João Pessoa, Natal e Belém. Existe chance de ter mais um jogo fora, ainda. Estamos discutindo.”

Na partida entre Flamengo e Audax, na abertura do Campeonato Carioca 2024, a Arena da Amazônia registrou a maior renda da sua história: R$ 6.574.690,00.