betmotion

Na manhã desta quinta-feira, a Polícia Civil conduziu uma operação de busca e apreensão na residência da jornalista Gleice Queiroz, localizada no bairro Jabotiana, em Aracaju.

Gleice Queiroz|Divulgação

Alegando “para não atrapalhar as investigações”, o mesmo governo que dá outros nomes em operação policial é o mesmo que não cita seu nome.

Gleice, que passou pela Secretaria de Estado da Educação (Seduc), tem utilizando suas redes sociais para denunciar sistematicamente questões relacionadas à administração estadual.

CONTINUA APÓS PUBLICIDADE

De acordo com informações da Secretaria de Estado da Segurança Pública, a ação decorre de uma investigação que apura suposto furto de equipamentos na Seduc.

As investigações seguem acontecendo.

Reprodução

Perseguição

O caso tem gerado controvérsias, com muitos argumentando que se trata de uma tentativa de amordaçar a liberdade de imprensa, caracterizando a ação como perseguição política.

O governo, por sua vez, até o momento, não se pronunciou. Sequer dá os nomes. Mas os tempos são outros.

Compartilhe sua opinião na seção de comentários abaixo e vem com a gente em nossas redes sociais: Twitter,FacebookeYouTube.